ANOTAÇÕES DE VICENTE MARIANO DA COSTA LANA

(Resumo feito por Evaldo Pereira Lana)

 

DATA

FATO

PÁG

11/09/1793

Nasceu Cap. José Mariano da Costa Lana, filho de José da Costa Mol e Francisca Maria Angélica. Ver datas dos filhos.

61

27/08/1846

Nasceu Vicente Mariano da Costa Lana

76

24/06/1853

Faleceu pai José Mariano da Costa Lana

 

31/05/1857

Faleceu mãe Maria Alves Xavier

147

11/03/1874

Comprei fazenda do Sitio da prof. Josefa Leonor da Encarnação

8

01/01/1876

Construí fábrica de açucar

 

29/12/1884

Nasceu filha Maria Josefa Alves

 

02/05/1886

Nasceu filha Maria Luiza

131

22/12/1890

Faleceu 1ª esposa, Josefa Honorina Vieira de Lana

150

14/09/1894

Fazenda São Bartolomeu (em Bicudos) permuta desta fazenda da fazenda do sitio (ou da Chácara). Negócio com o sobrinho José Mariano da Costa Lana. Morei na fazenda por 19 anos

37

09/08/1897

Pedi em casamento a sra. Maria José Vieira de Souza com 21 anos de idade e obtive resposta dia 19. Casei dia 25/09/1897 nesta fazenda São Bartolomeu. Passou-se a chamar Maria José de Souza Lana

41

25/09/1897

Casei dia 25/09/1897 nesta fazenda São Bartolomeu com Maria José de Souza Lana

41

11/08/1898

Nasceu meu 1º filho do 2º matrim, Vicente Mariano de Lana

45

31/08/1899

Nasceu 2ª filha Maria Alves Lana. (mãe de Vicente Lana Rocha)

46

14/07/1901

Faleceu irmão Venancio (61 anos) cirrose do fígado ficando viuva Antônia Alves das Neves com 7 filhos.

153

16/08/1901

Nasceu 3º filho Evaristo Teixeira Lana

48

25/02/1903

Nasceu 4º filho Luis

96

06/08/1904

Nasceu 5ª filha Dorothéa

97

15/11/1905

Nasceu 6º filho José, morreu em 23/07/1907

98

13/12/1907

Nasceu 7º filho José 2º

102

14/09/1909

Nasceu 8º filho Abel Mariano Lana no Tatu, Jurumirim. Padrinhos: Sobrinho Luiz Maria Marques e prima Maria Vieira Barbosa, representante minha filha Maria Alves de Lana.

106

24/01/1911

Nasceu 9º filho Manassé, faleceu novo

 

31/12/1912

Nasceu 10ª filha Rita

18/09/1914 Nasceu Evaristo Mariano Lana. Faleceu 21/10/1952

109

 

27/05/1915

Faleceu aos 68 anos, Vicente Mariano da Costa Lana na fazenda S. José do Prata, distrito de Rio Casca(onde viveu 43 anos), prole de 23 filhos (12 do 1º casam e 11 do 2º)

171

24/03/1963

Faleceu Abel Mariano Lana, com 53 anos em Jurumirim.

167

 

Fim do resumo

 

-------------------------------------------------------------------

 

 

1871

 

Offerecido ao meu caro amigo ........ ( em signal de uma intima amizade).

 

Vicente Mariano da Costa Lana:

 

Sou teu colléga e amigo

 

José Rabello Teixeira Primo.

(Pág. 148)

 

Caraça, 23 de março de 1871.

 

 

                                                                                              Pág.1

 

As minhas memórias

 

 

                                                                                                       Pág. 2

 

         Peço a todos que lerem este livro desculpas a falta de ordem nos assentos, isto é, falo relativamente sobre as couzas q deverião estar escriptas pela numeração das folhas deste livro = Ex. Factos mais antigos escriptos nas folhas mais adiantadas. O com Vicente M C Lanna

 

         P.S. Ponde sentido nos veja-se.

 

                                                                                                       Pág. 3

 

         Fazenda da Chácara 12 de novembro de 1871.

 

         No dia 9 deste começamos a fazer cousas para dissolver a sociedade entre Ignácio Mariano da Costa Lanna, Luis Mariano da Costa Lanna, e Vicente Mariano da Costa Lanna, continuando com sociedade Luis MCLanna e VMCLanna. Deos que nos proteja para que não apareça zizania alguma em nosso trigo. Foi dissolvida esta ultima por ser precizo fazer outra com meo sogro; q teve principio no dia 22 de janeiro de 1873.

                                                                                     Veja pág 8

 

 

 

                                                                                                       Pág. 4

         Vendi por prazo de um anno a minha parte de canavial e rossa para meo irmão Luis por 200$000 em março do supra citado anno.

         Ficou meu irmão encarregado (por favor) de vender minha parte de assucar e restilho que lá ficou. Recebi

         Recebi a proveniente dos supracitados gêneros.

         1ª vez a 10 de março a quantia de 200$000.

 

 

                                                                                                       Pág. 5

 

         Devo a meo irmão Luis proveniente de um lambilho a quantia de pagamento 28$000. tenho em poder de meo irmão Luis 1 credito que he-me devedor. Me deste Antunes da Rocha em 180$000 prazo de um anno. Amizade de um que deve o Sr. Mgomes Candido, total 75$000.

 

 

                                                                                                       Pág. 6

 

         No dia 5 de maio dei a meo sogro por ordem de meo sobrinho José Januário a quantia de noventa mil reis, ficando este pagando-me o premio de 1% ao mez. Óculo 10 de maio de 1873.

         Vicente Marianno da Costa Lª.

         Recebi no dia 30 de julho de 73 a quantia acima.

         Deve desta dacta 60$.

 

 

                                                                                                       Pág. 7

16 de setembro de 1893

 

         Meo sogro adiantou-me neste mez até este dia, 1000$00 hum conto de reis, assim como tem feito aos outros filhos. Pretende elle dar-me até preencher tres contos. Deo mais para pagar o engenho de ferro quinhentos e cinquenta mil reais R 550$000 em abril de 1876. //// Dinheiro que mesmo deo para a compra desta fazenda ao sitio hum conto settenta e hum mil trezentos e oitenta reis R 1071$380////

 

 

 

 

 

 

                                                                                                       Pág. 8

                                          Pág. 3

 

         No dia 11 de março de 1874 comprei esta fazenda do Sitio da Prª Jozefa Leonor da Encarnação pelo preço de 5.000$000, sendo 4.200$000 avista, e 1.800$000 por hum anno em dosse pagamentos iguais. Mudei-me para a supra dita fazenda no dia 28 de novembro de 1874. Dia sábº.

 

         Em novembro de 1876, fiz fabrica de assucar, gastando cinco contos de reis. 5.000$000.

                                                                           Veja pág. 37

 

 

                                                                                                       Pág. 9

                                             Da pág. 7ª

                   1875

 

         No dia 12 de julho de 1875 deo-me mais quatrocentos mil reais R 400.$000 e disse que era por conta da sociedade que com elle tive/////// 1877. 2 annos.

 

         No dia 12 de janeiro de 1877 deo-me mais hum conto de reis R 1.000$000 disse q mais o casa.

 

         Em 1876, novembro mais ou menos, meo sogro emprestou-me cem mil reis R 100$000, quando

 

 

                                                                                                       Pág. 10

 pouco tempo depois foi pagar não quis receber.

 

         F                          1ª vez        1:000$000

                                      2ª vez           550$000

                                      3ª vez        1:071$380

                                      4ª vez           400$000

                                      5ª vez        1:000$000

                                      6ª vez           100$000

                                      Total=        4:128$380

 

 

VMCL

 

 

                                                                                                       Pág. 11

 

                            Dinheiro de minha filha Maria

 

         Em maio de 1878, vendi um novilho por trinta e cinco mil reais R35, q pertence a minha filha Maria. Mais 2 novilhos por quarenta e cinco R 45$000, 24 de abril 79. 1882. Mais tres novilho a 20$000 = 60$000. /// Maio de 1883 uma bezerra  15$000

                                      60$000

                                      45$

                                      35$

                                    155$000

                                                                                                       pág. 12

 

         Dinheiro de meu filho Joze 24 de abril 79. Hum novilho por vinte mil reis 20$000.

 

         Mço 81, mais q lhe deo o seu padrinho Venâncio, 10$000.

 

         8 abril 81, mais huma novilha q vendi R 20$000

 

         abril de 83, mais huma novilha por R 30$000, trinta mil reis.

 

                                                                                              Pª pág. 33

 

 

                                                                                                       Pág. 13

 

                                               1878

 

         Em junho de 1878, na Fazenda do Sñr João Reiz Barboza assignei a Tutela do orphão Raimundo Vieira Mendes filho legitimo do fallecido Manoel Vieira Mendes e sua mulher Maria; sob cargo de o sustentar, alimentar ensinar a ler e escrever, e a trabalhar, até que o mesmo complete vinte e hum annos. Nehuma conta tenho que prestar em Juízo ou fora delle.

         O orphão tem a idade de 9 annos. Nove annos.

 

 

 

 

                                                                                                        Pág. 14

 

                                          Folha 13

 

         Declaro que em Dezembro do mesmo anno, entreguei o dito orphão a sua Mãe, por esta pedir-me por meio de lagrimas, dizendo não poder passar sem o filho, que lhe fazia muita falta. Outro motivo da entrega, = que os outros que assignarão tutela dos outros meninos, nunca procurarão tema-los

 

                                                                                                       Pág. 15

 

                                               A cruz – é morte

 

         Lembrança dos meus affilhados.

 

                                                                                                                 1

         1854, Ângelo, meo escravo affilhado de baptismo.

 

                                                                                                                 2

         1864, Antônio Marianno Bicalho Lanna, filho legitimo de meo irmão Joaquim MCL, e sua mulher D. Maria da Conceição P affilhada de crisma.

 

 

                                                                                                                 3

                                               +

         1871 Collecta (fallecida) filha legitima de meo Ir Venâncio MCL e D. Antônia affilhada de baptismo.

 

                                                                                                                 4

         1872 Agostinha, filha

 

 

                                                                                                       pág. 16

de legitima de Olimpio e sua mulher Eva affilhada de baptismo.

 

                                                                                                                 5

                                               +

         1872 Arthur, (fallecido) filho legitimo de Manoel Gomes Candido e sua mulher Maria Felicianna affilhada de crisma.

 

                                                                                                                 6

         1873, Francisco (meo escravo) filho legitimo de Thomaz e Rofina, affilhado de crisma.

 

                                                                                                                 7

                                               +

         1873 Luiza (fallecida) filha de Lucia, escrava de Bento Vieira affilhada de baptismo.

 

 

                                                                                                       Pág. 17

                                                                                             

         1873, Joaquim filho legitimo de Antonio Martins Pereira da Silva, affilhado de baptismo.       8

 

                                                                                                                 9

         1874, Benjamim, filho legitimo de João Reginaldo Coelho e Joaquina Vieira, affilhada de baptismo.

                                                                                              Veja pág. 90

 

                                                                                                                 10

         1877, Rita filha legitima de Aprígio Vieira Marques e D. Rita Leopoldina de Oliveira, affilhada de baptismo.

                                                                                              Veja pág. 40

 

                                                                                                                 11

         1878, Chrysanto, filho legitimo, de Miguel An

 

 

                                                                                                       pág. 18

tonio da Silva e D. Antonia Cassimira de Lanna, affilhado de baptismo.

 

                                                                                                                 12

                                               +

         1878, Virgilino (fallecido) filho de Antonia, escrava de Antonio Mariano Costa Mol, affilhado de baptismo.

 

                                                                                                                 13

         1878, Antonio, filho legitimo de Antonio Lourenço Pereira da Silva e D. Antonia Alves Torres, affilhado de baptismo.

 

 

 

                                                                                                       Pág. 19

 

                                                                                                               14

         1878, Antonio, filho legitimo de José Ignácio Cipriano e Rita, affilhado de baptismo.

                                                                                                      

                                                                                                               15

         1880, Maria, filha legitima de Felubento Vieira Rabello e D. Maria Luiza do Carmo, affilhada de baptismo.

 

                                                                                                               16

                                               +

         1880, Joze, filho legitimo de José Pereira Chaves e Ignacia, affilhada de baptismo.

                                                                                    

                                                                                                               17

         1880, Maria, filha legitima de Manoel Gómez

 

                                                                                                       pág. 20

Solleiro (Hespanhol) e D. Maria Carheta de Oliveira, affilhada de baptismo.

 

                                                                                                       18

         1881, Sophia, filha legitima de Joze Pereira dos Anjos e Maria, affilhada de baptismo.

 

                                                                                                                 19

         1883, abril 15 neste dia baptizei Antonieta filha de meo cunhado Joze Januário Vieira de Souza Rabello, Anna Felicianna da Purificação Vieira.

 

                                                                          

                                                                                                       Pág. 21

 

                                                                                              20

         1888, Foi padrinho de baptismo de Luiza filha ligitima de Theodoro de Salles Pereira e Dona Luiza Salles Pereira.

 

                                                                                                                 21

         1888, Fui padrinho de baptismo de Maria Madaglena, filha legitima de Daniel (carpinteiro) Bibianno e Eufrazia Pinheiro.

 

         Affilhados de crisma 1889 junho 3= 22

 

         Joze= filho natural de Maria Thomazia dos Santos e meo atutelado.

 

                                                                                                       23

                                               +

         Joze de Jezus

 

                                                                                                       Pág. 22

(fallecido) filho legitimo de Manoel Mariano de Jezus e Maria de Jezus.

 

 

                                                                                                       24

         Raymundo Joaquim dos Santos, filho de Baldoino Joaquim dos Santos e Emilia.

 

                                                                                                       25

         Filippe, filho de Izabel Lourença.

 

                                                                                                        26

         Pedro, filho de Raymundo Martins da Silva e Rita.

 

                                                                                                       27

         Joaquim, filho de Joze Luis Manião e Francisca.

 

                                                                                                       Pág. 23

 

                                                                                              28

         Affilhado de Baptismo 1889 Agosto = Nestor filho de meo sobribnho Joze Mariano da Costa Lanna e Canuta Emilia de Lanna. Nascido em dezembro de 1888.

 

                                                                                                       29

         1885. De baptismo Benjamim filho de Baldoino Joaquim dos Santos e Emilia.

 

                                                                                                       Pág. 24

 

                                                                                                       30

                                               +

         1889, Manoel, filho de Izac e Agostinha ex meos escravos. (fallecido)

 

                                                                                                       31

                                               +

         1889+ Dezembro 25 Silvio filho de meos sobrinhos Manoel Vieira de Souza Lanna, Anna Luiza do Carmo. Fallecido

 

                                                                                                       32

         1889 Dezembro 25 Annna, filha de Francisco Marciliano Deziderio, e Fortunata sua mulher.

 

 

                                                                                                       Pág. 25

 

                                                                                              33

         1885 Sebastião, filho de Simplicio era escravo de Joaquim Pedro Milagres.

 

                                                                                                       34

         1891. Arthur, filho do cidadão João Salvianno Rodrigues e D. Philomena de carvalho Rodrigues, moradores no arraial de Sao Pedro dos Ferros (15 de março de 1891)

 

         D. Silvério                              Chrisma                                 35

         1892 Junho, Ângelo filho legitimo de meo ex sogro Joaquim Vieira de Souza Rabello e D. Regina Vieira.

 

 

                                                                                                       Pág. 26

 

                                      D. Silvério - Chrisma

                                                                                                       36

         1892 Junho= Joaquina (ex escrava de Luis Carlos) morador no arraial de Dionizio, freguezia do Prata.

 

                                                                                                       37

                   Baptismo

         1893 Abril 30

        

         Bernadino, filho legitimo do Sñr Sebastião Joze Freira e D. Heduvirges Francisca de Souza moradores neste córrego.

 

 

 

 

 

                                                                                                       Pág. 27

 

                                       Bispo D. Silvério

                                               Chrisma

                                                                                                                 38

         1893 Novembro 4, sabbado= Em São Joze da Pedra Bonita, ou dos Quatis = Moyses filho legitimo do Sr Manoel Luis de Lacerda e D. Antonia de Carcia Marques, moradores na Raiz.

 

                                                                                                                 39

         1895 abril 22, neste dia Padrinho de Vicente, filho legitimo de Sñr Manoel Vieira de Souza Coci e d. Maria Felici

 

                                                                                                       pág. 28

anna de S. Joze, na Igreja Matriz de N. S. Conceição do Casca, sendo vigário Pe João Facundo Martins Chaves.

 

                                                                                                                 40

         1896 Em maio do corrente annno, baptizei como padrinho na pessoa do Sr. Aprígio Vieira Marques meo procurador a Vicente nascido em 23 de fevereiro, filho legitimo do parente Tristão Marques de Oliveira e sua mulher D. Izabel Maria da Paixão moradores na freguezia da Vargem Alegre (Berrante)

                                                                                     pág. 49

 

                                                                                                       pág. 29

         Dinheiro pertencente a meo filho Joze transporte pág 12 80$000

 

         Junho 1888. Um novilho 30$000.

 

         Como estão gastando no estudo combinei com meo filho para elle desistir deste dinheiro, e bem assim ter em sociedade em partes iguais do gado vacum produtor, com suas duas irmãs Maria Jozepha Alves Vieira de Lanna, Maria Lui

 

                                                                                                       Pág. 30

za Vieira de Lanna.

 

                                                                                                       Pág. 31

 

                                               1887

 

         Abril, assignei tutela de Joze Pedro dos Santos, filho natural de Maria Thomazia dos Santos, na cidade de Ponte Nova no cartório ou escrivã de orphãos Col Jozze Lavir da Silva. E colloco de meo filho Alonso pág 126 nascido em principio de anno de 1882 = Deixou a minha com

 

                                                                                                       Pág. 32

panhia por não quer mais se sujeitar a tutela no dia 10 de agosto de 1898. Passados uns 2 mezes voltou. De minha vontade o ajustei a 15$000 por mez.

 

                                                                                                       Pág. 37

 

                                      Veja pág. 8

 

         1894 = setembro 14, neste dia aqui nesta fazenda de S. Bartholomeo assignei escriptura de permuta ( como tutor de meos filhos) desta fazenda pelas partes que os meos tres filhos Joze, Maria Jozepha e Maria Luiza haverão na fazenda do sitio por herança de sua finada mãe Joze

 

                                                                                                        pág. 38

pha Honorina Vieira de Lanna, e vendi as minhas partes pelo preço de quarenta e cinco contos de reis R 45:000$000 sendo quinze contos de reis por prazo de 2 annos em 2 pagamentos iguais, e trinta contos de reis a dinheiro a vista. Este negocio foi feito com meo sobrinho Joze Marianno da Costa Lanna. Mudei para esta dita fazenda per

 

                                                                                                       pág. 39

tencente aos meos filhos no dia 21 do mesmo mez e anno dia sexta feira. Morei na fazenda do sitio 19 annos = 9 mezes e 24 dias. Pertencem aos meos filhos toda criação de gado, porcos, toda cultura etc.

 

                                                                                                       Pág. 40

 

                                      Veja pág. 17 (Rita)

 

         No dia 31 de outubro de 1895 na fazenda de compadre Aprígio Vieira Marques, intitulada Fazenda do Souza (hoje Morro Alto), districto da cidade de São Domingos do Prata, fui testemunha de acto eclesiástico que ligou em matrimonio ella com o Sñr Luiz Honorato. Laços e testemunhas de acto civil o Sñr Joze Maria Marques, eo vigário Pe Antonio de Lelles.

 

 

                                                                                                       Pág. 41

         1897     (nossos avos quando casamento de Vicente M. Costa Lanna.)

 

         agosto 9, neste dia pedi em cazamento a sñra Maria Jose Vieira de Souza (Dª Zezé), filha legitima do Sñr Evaristo de Souza Teixeira e D. Rita Umbelina de Souza, e no dia 18 do mesmo mez, tive resposta acceitando o  meo pedido. Celebrou-se os actos, religiozo e civil no dia 25, sabbado, de setembro aqui nesta

 

                                                                                                       pág. 42

Fazenda denominada São Bartholomeo. Acto religiozo foi celebrado pelo actual Vigário João Facundo Martins Chaves, e o civil pelo Juiz de Paz João Francisco do Nascimento, escrivão Manoel Fernandes Vieira. Paranynphos pela minha parte o meo compadre Aprígio Vieira Marques, meo particular amigo, morador na freguezia de S. Domingos do Prata, e por partes

 

                                                                                                       Pág. 43

della o seo tio Sñr Francisco Vieira de Carvalho e Souza, fazendeiro rezidente nesta freguezia. Ella foi nascida e baptizada na Conceição da Boa Vista, município da cidade de Leopoldina, ha quaze sette annnos rezidente nesta freguezia, contando vinte e um annos de idade. Ella depois do cazamento assigna

 

                                                                                                       pág. 44

-se Maria Joze de Souza Lanna. Neste mesmo dia baptizou Antonio 1º filho de sua irmã Antonia Vieira de Souza Mol, espoza de meo sobrinho segundo Joze Mariano da Costa Mol. Padrinhos seos avós Evaristo de Souza Teixeira e Ricardina Vieira Mol. Fazenda de S. Bartholomeo 8 de abril de 97 Vicente Mariano da Costa Lanna

 

                                                                                                       pág. 45

                                               1º fructo

         1898 agosto 11, neste dia  as 2 horas da madrugada (5ª feira) nasceo o meo primeiro filho do 2º matrimonio, Vicente Marianno de Lanna, foi baptizado no dia 28 do mesmo mez (domingo) pelo vigário do lugar Pe João Facundo Martins Chaves, na Igreja Matriz. Padrinhos meo sogro Evaristo de Souza Teixeira e minha filha Maria Jozepha

                                                                  (pai de Manasse Pereira Lana)

 

 

                                                                                                       pág. 46

de Lanna, representante de minha filha Maria Luiza de Lanna.

         Registrado no dia 18 de setembro do mesmo anno, no livro 20 de registro às folhas 136-137, no cartório desta freguezia. Escrivão Manoel Fernandez Vieira e testemunha José Vieira de Souza Torres.

 

         1899 Agosto, 31 2º fructo. Neste dia, 5ª feira, as 7 horas da noite nasceo minha filha *Maria

                                                        (mãe de Vicente Lana Rocha)

 

 

                                                                                                       pág. 47

Alves Lanna, foi baptizada na fazenda do Surubi, pelo vigário do lugar Pe João Facundo Martins Chaves, no dia 12 de outubro do mesmo anno. Padrinhos meo primo Francisco de Paula Vieira sua mulher (minha sobrinha) Idalina Cassianna de Lanna Vieira. Representante primo Ângelo Vieira Torres. Registrada no livro 20, folhas 183 a 184. o mesmo escrivão.

                                                        *(Mãe de Vicente Lana Rocha)

 

 

 

                                                                                                       pág. 48

                                      Pág. 111

 

         1901 agosto 16, 3º fructo. Neste dia as 2 horas da madrugada, 6ª feiras, nasceo meu filho Evaristo, foi baptizado na matriz. Vigário João Facundo Martins Chaves = 17 de abril do mesmo anno, 5ª feira. Padrinhos o compadre Aprígio Vieira Marques, rezidente neste município de S. Domingos do Prata, por procuração ao compadre Manoel Vieira de Souza Coce, e minha filha Maria Luiza de Lanna. Representante minha filha Maria Jozepha de Lanna. Registrada no livro 20 folhas 184. O mesmo escrivão = Vieira

                                                                  ( veja pág. 95 ou 96)

 

 

 

                                                                                                       pág. 49

 

                            Affilhados, continuação da pág. 28

 

                                                                                                       41

         1897. outubro 20, neste baptizei (em caza como se diz) a Maria, filha legitima de João dos Santos  e sua mulher Maria Thereza. Faleceo no mesmo dia a recém nascida.

 

                                                                                                       42

         1898. Março 12, neste dia eu e minha mulher Maria Jose Lanna, fomos a Igreja levar a pia baptismal a Idalina, filha legitima do Primo Francisco de

 

 

                                                                                                       pág. 50

Paula Vieira e sua espoza minha sobrinha Idalina Cassianna de Lanna Vieira. Representante cassianna filha dos mesmo. Sacerdote João Facundo Martins Chaves = Vigário do lugar.

 

         43 affilhados

         1898 novembro 2, neste dia eu e minha espoza Maria Jose Vieira de Lanna, levamos a pia baptismal a Olívia, nascida a 27 de abril, filha

 

                                                                                                       pág. 51

ligitima de Leôncio Dias de Souza e Maria Alves de Jezus. Sacerdote celebrante o vigário João Facundo Martins Chaves.

 

                                                                                                       44

         1898, dezembro 4, neste dia nasceo Maria filha de meu sogro Evaristo de Souza Teixeira e sua mulher Francisca Vieira Torres, por nascer desacordada baptizei-a, e no dia 19 de março levei a Igre-

 

                                                                                                       pág. 52

ja para receber os santos óleos, madrinha deste acto D. Maria Feliciana de S. Jose. No dia 30 de março foi para a morada dos felizes, victima de diarréia.

 

                                                                                                       45

         1900, abril 28 sabbado. Na fazenda do sñr Antonio Soares freguezia de S. Domingos do Prata levei a pia baptismal a Luis filho do Sñr Luis Honorato Soares e sua mulher ( minha affilhada)

 

                                                                                                       pág. 53

Rita de Cássia da Purificação, madrinha a espoza Maria Jose Vieira Lanna na pessoa da Exmª Snra Dona Rita Jacintha da Silva como sua procuradora, esta senhora é avó paterna do baptizando Luis. Sacerdote Raymundo Nonato Ferreira, vigário da Vargem Alegre.

 

                                                                                                       Pág. 54

                                                                                                       46

         1901 = 28 de janeiro, na Ermida da Fazenda da Chácara, propriedade de meo primo Ignácio Mariannao da Costa Lanna, eu e sua filha Dulce levamos a pia baptismal, a Alcina filha do meo primo e sua mulher D. Maria Messias Gomes Lannna, celebrante vigário da Barra Longa = Martinho Horta Bruzelim

                                                                  (para pág. 87)

 

                                                                                                       pág. 55

                                               1898

 

         Aos desasete dias do mez de fevereiro no arraial dos Bicudos no cartório do escrivão Manoel Fernandes Vieira recebi escriptura do Sitio do Bananal do Sñr Francisco Fernandes Nellozo (Gaspar) e sua mulher D. Anna e paguei pelo dito sitio 8:800$000 e a metade dos direitos e escrivão 298$000, 10 alqueires de terra= contendo um partinho, pequena

 

                                                                                                       Pág. 56

cultura de café, que pode produzir cem arrobas, caza de morada, moinho e paiol orinario e cazinha ordinária e arruinada.

 

         Imposto                        9.098$000

        

 

         22 de dezembro de 1898 recebi neste dia escriptura passada para meo sobrinho Joze Januário Vieira S. Rabello e sua mulher D. Francisca Mageste Vieira de 12 alqueires de terra na fazenda do Óculo, que tinha

 

                                                                                                       pág. 57

vendido para sua irmã D. Ricardina por consentimento desta para me pagar no valor de 5.000$

         Direitos               3252                    Escrivão  24$

         2ª copia              7$

         Saldo total                                      5.356$000

                                                                                     (veja pág. 58)

 

         28 de junho de 1899, recebi escriptura da 3ª parte desta fazenda de S. Bartholomeo, vendedor meo filho Joze Marianno de Lanna, no valor de R 9.000$000

                                      vire

 

                                                                                                       pág. 58

         Retro                                               9:000$000

         Direitos                                     612$000

         Escrivão                                     30$000

                                                        9.642$000

 

         somma das tres propriedades 24:096$000

 

         pág. 57 + R 5:356$000

 

         Troquei as terras do Óculo 13 alqueires com o Sñr Geraldino Vieira de Souza, por huma caza no arraial na rua direita no valor de 3:000$000, direito 27$000 = despezas 5$00

         Somma 3:027$500. Prejuízo 2:326$500                Março, 19/00

 

                                                                                                       Pág. 59

 

                   Em branco

 

                                                                                                       Pág. 60

 

                   Em branco

 

                                                                                                       Pág. 61

                            1793

                                               Copia

 

         Eu José Marianno da Costa Lannna, nascido a 11 de setembro de 1793, baptizado no dia 1º de outubro do mesmo ano, filho legitimo de José da Costa Mol, da Ilha de Portugal e D. Francisca Maria Angélica, e cazado a face da Igreja com D. Maria Alves Xavier, filha legitima do compadre Francisco Xavier da Costa e D.

 

                                                                                                       Pág. 62

Jozepha Maria Alves, pelo Rmº Vigrº Joaquim de Souza, na Capela de S. Gonçalo (Barra Longa) no dia 4ª feira 22 de outubro de 1817, ella com 14 annos de edade. Meos filhos

         1º nasceo meo 1º filho em 1818, baptizou-se em caza, Deos o levou para si.

 

         2º Nasceo meo filho José no dia 4ª feira pelas 5 horas da tarde a 4 de agosto de 1819, baptizado no dia

 

                                                                                                       pág. 63

5ª feira 12 do corrente, pelo Rmº Antonio Gomes Pereira na Capella de S. Gonçallo, padrinhos meos sogros.

 

         3º Nasceo meo filho Manoel no dia 2ª feira pelas 4 horas da tarde a 2 de novembro 1820, baptizado na 4ª feira, 30 do corrente pelo Rmº José Maria de Lanna na capella de S. Gonçalo = padrinhos meo Tio Antonio da Costa Santos e minha irmã Anna

 

                                                                                                       pág. 64

Joaquina da Conceição

 

         4º Nasceo meo filho Francisco no dia Sabbado, pelas 3 horas da tarde a 28 de setembro de 1822 baptizado no dia 5ª feira a 10 de outubro do corrente anno pelo Rmº Manoel Mendes Lopes, na Capella de S. Gonçalo, padrinhos Major Gomes Freire de Andrada e minha cunhada Anna Alves Xavier.

 

         5º Nasceo meo filho An

 

                                                                                                       pág. 65

tonio no dia 6ª feira pelas 7 horas da manha a 9 de julho de 1824, baptizado no dia 3ª feira 3 de agosto do corrente pelo Rmº Manoel Felix Ribeiro na Capella do Carmo (Fazenda da Piranga) padrinhos o Alferes Manoel Gonçalves Mol e minha irmã D. Antonia de Jezus.

 

         6º Nasceo minha filha Maria no dia sabbado pelas 8 horas e ¼ da manha a 19 de agosto de 1826

 

                                                                                                       pág. 66

baptizou-se no dia 3ª feira 13 de setembro do corrente, pelo Rmº Joaquim Joaquim Antonio de Azevedo, na capella do Carmo, padrinhos meo cunhado Furriel Ângelo Vieira de Souza e D. Maria Joanna Alves.

 

         7º nasço meo filho João no dia 5ª feira meia hora depois da meia noite, 18 de setembro de 1827, baptizou-se a 3 de novembro do corrente ano, pelo Rmº Manoel Felix Ribeiro

 

                                                                                                       pág. 67

na capella do Camo, padrinhos meo primo Antonio Ferreira Rabello e minha irmã Maria Felicianna da Conceição, foi para o ceo no dia 5ª feira 10 de janeiro do mesmo anno.

 

         8º Nasceo meo filho Ignácio no dia Sabbado pelas 10 horas da noite a 31 de janeiro de 1829 baptizado no dia 4ª feira 18 de fevereiro do corrente pelo Rmº Joaquim Pires de Abreu na capel

 

 

                                                                                                       pág. 68

la do Carmo, padrinhos meu cunhado Francisco Xavier da Costa e minha irmã D. Ignacia Roza da Conceição.

 

         9º Nasceo meo filho João 2º, no dia 6ª feira pelas 2 horas da tarde, baptizado no dia 3ª feira 29 de 1830 na capella do Carmo pelo Rvdº Joaquim Pires de Abreu, padrinhos meo concunhado João Joze Ribeiro e minha cunhada Thereza

 

                                                                                                       pág. 69

Alves Xavier

 

         10º Nasceo meo filho Joaquim no dia 5ª feira pelas 2 horas e meia da manha no 1º de setembro de 1831, baptizado no dia sabbado 10 do corrente anno na capella do Carmo pelo Rvdº Agostinho Cezario de Andrada, padrinhos= N. Senhora do Carmo e meo concunhado Manoel Luis Ribeiro.

 

                                                                                                       Pág. 70

         11º nasceo minha filha Franscica no dia 4ª feira pelas 7 horas da manha a 30 de janeiro de 1833, baptizada na capella do Carmo pelo Rvdº Joaquim Pires de Anbreu, no dia 2ª feira 11 de fevereiro do corrente, apdrinhos= meus cunhados José Alves Xavier e D. Caetana Alves Xavier.

 

         12º Nasceo minha filha

 

 

 

                                                                                                       pág. 71

Josepha no dia 6ª feira pelas 5 horas da tarde a 6 de julho de 1835, baptizada a 16 do corrente na capella co Carmo pelo Rvdº Joaquim Pires de Abreu, padrinhos meo cunhado Manoel Nogueira da Silva e minha irmã D. Maria Felicianna da Purificação.

 

         13º Nasceo meo filho João 3º no dia 2ª feira pelas 7 horas da manha

 

                                                                                                       pág. 72

a 16 de fevereiro de 1837, baptizado 6ª feira 13 de março do corrente anno na capella do Carmo pelo Rvdº Joaquim José de Godoy, padrinhos  o compadre Francisco de Borgem Magalhães e minha concunhada D. Anna Josepha Martins (mulher de FAC da Costa)

 

         14º Nasceo meo filho Luis no dia sabbado pelas 4 horas da tarde

 

                                                                                                       pág. 73

a 27 de outubro 1838, baptizado no dia 5ª feira a 8 de novembro do corrente na capella do Carmo pelo Rvdº Manoel Justiniano da Silva, padrinhos meus cunhados compadre Joaquim José Ferreira da Silva e D. Maria.

 

         15º Nasceo meo filho Venâncio no 1º de março de 1840, baptizado a 17 do corrente mez e anno, padrinhos meo

 

                                                                                                       pág. 74

cunhado Manoel Pio Xavier e José Marianno da Costa Mol.

 

         16º Nasceo meo filho Ignácio 2º = a 7 de fevereiro de 1843, 5ª feira pelas 10 horas da tarde, baptizado a 25 do corrente ano, na capella do Carmo pelo Rvdº Manoel Justiniano da Silva, padrinhos meos filhos Manoel Mariannno e Maria.

 

                                                                                                       Pág. 75

         17º Nasceo meo filho Luis 2º a 20 de setembro de 1844 as 9 horas da tarde 6ª feira, baptizado a 18 de outubro do corrente, na capella do Carmo, pelo Rvdº Vigário Manoel Justiniano da Silva, padrinhos por procuração do Alferes Venâncio para Francisco e D. Anna Januária.

 

         18º Nasceo meo filho

 

 

                                                                                                       pág. 76

Vicente 5ª feira por uma hora da manha a 27 de agosto de 1846, baptizado na capella do Carmo pelo Vigário Manoel Justiniano da Silva, padrinhos o Sñr Bispo D. Antonio Ferreira Viçozo por procuração apresentada por meo filho Francisco, e meo filho Antonio.

 

         19º Nasceo meo filho Pedro

         não se encontrou este

 

                                                                                                       pág. 77

ultimo por anos assentos de meo Pai, por isto deixo de escrever, porem houve este filho que morreo pequenino.

 

         Algumas noções dadas por meo irmão Joaquim Marianno, e escriptas por mim o abaixo assignado

 

         Nosso avô José da Cos

                                                                                                       Pág. 78

                                                                                                     Veja pág. 86

ta Mol nascido em Portugal na Ilha, cazado primeira vez (cuja mulher se ignora) teve uma filha por nome + Antonia de Jezus, madrinha de meo irmão Antônio nº 5, é esta a mai de nossa madastra Maria Cândida de S. Jose (das Berjaubas S. Gonçalo do Rio Abaixo) que cazou com nosso pai em setembro de 1857, só viveo com

                                                                                                       veja pág. 82

 

 

                                                                                                       pág. 79

elle uns 6 mezes, o deixando nem cazado e nem viúvo até sua morte, isto é, 6 annos desta triste estava, e herdou delle a fazenda da Piranga. Do 2º cazamento de nosso avô com D. Francisca Maria Angélica nascerão nosso pai e nossa tia Anna Joaquina da Conceição, que foi cazada com o capitão mor Miguel Ferreira Rabello, com quem não

 

                                                                                                       pág. 80

teve filho, e foi a unica herdeira delle por testamento recíproco). Do 2º matrimonio de nossa avó D. Francisca Maria Angélica com o Capitão Mor Sebastião Ferreira Rabello (portuguez) nascerão nossos tios = o Tcol Antonio Ferreira Rabello + (que cazou com nossa tia Anna Alves Xavier tia materna, seos filhos Sebastião Ferreira Rabello, Maria Regina que cazou-

 

 

                                                                                                       pág. 81

se com o Doutor Francisco Ferreira Martins da Silva, e Anna que se cazou com Antonio Gomes da Silva da Fazenda do Limoeiro aqui nos Bicudos) + Maria felicianna da Coceição que cazou-se com o Furriel Ângelo Vieira de Souza, com quem teve muitos filhos; e Ignacia Roza da Conceição que cazou-se com Manoel Nogueira da Silva + filhos = José Vieira,

 

                                                                                                       pág. 82

Joaquim Vieira, que cazou-se com minha irmã e 1ª sogra Maria pág. 65 nº 6: Antonio Vieira, Manoel Vieira que cazou-se com minha irmã Jozepha pág. 70 nº 12: Francisco Vieira; Maria Magdalena: João Vieira, Custodio Vieira e Felisto Vieira (são os que conheci)

 

         + Minha tia Antonia de Jezus pág 78 + foi ca

 

 

                                                                                                       pág. 83

zada com seo tio Venâncio da Costa Santos, irmã de tio Pe. Antonio da Costa Santos, e minha avó Francisca Maria Angélica.

 

         Filhos de minha tia paterna Anna Joaquina da Conceição, Francisca que cazou com Sebastião Justiniano Gómez Fontes: (feijão cru) Joaquim de Assis da Costa Lanna, Antônio Elias da Costa Lanna, Sebastião Lucio da Costa Lanna, Ignacia que ca-

 

                                                                                                        Pág. 84

zou com quintiliano Alves Pereira, Mª Felisberta que cazou-se com Manoel Alberto Teixeira, Egydia que cazou-se com Francisco Gomes Candido: Anna Joaquina de Lanna, que cazou-se com José Ferreira e Maria Felicianna de Lanna que cazou-se com Manoel Gomes Candido, sobrinho de Francisco Gomes Candido. Estas 2 são as únicas que existem nesta dacta. Fazenda de

 

                                                                                                       pág. 85

s. Bartholomeo (Bicudos) aos 15 dias do mez de Novembro de 1900 annnos do nascimento de N. S. J. Christo, 11 annos completos da corte religioza Republica do Brasil. Aos meos 54 annos, 2 mezes e 19 dias de edade. Veja pág. 75 nº 18. Vicente Marianno da Costa Lanna.

 

         Da pág 83  + Venâncio da Costa Santos e José da Costa Santos

 

 

                                                                                                       Pág. 86

         Pág. 78 = Diz-se cuja mulher se ignora= Explico = Lurde Antonia de Jezus cazada com seo tio venâncio da Costa Santos, por conseguinte meo avô José da Costa Mol, foi cazado 1ª vez com uma irmã da 2ª mulher Francisca M Angélica minha avó paterna, irmã de Venâncio da Costa Santos veja nas pág. 83 e 85.

 

                                                                                                       Pág. 87

                                      Vindo da pág. 54

 

                                                                                                       47

         Hoje 18 de fevereiro de 1901= baptizei em caza a Anna filha de Claudino Gómez Lima e sua mulher Etelvina por estar em perigo de vida, Etelvina Joana Damaceno, e no dia 31 de Março, eu e minha mulher Maria José de S Lanna a levamos para receber os Santos óleos Vigário João Facundo M. Chaves

 

                                                                                                       Pág. 88

 

                                                                                                       48

         1901 = 25 de abril padrinho de João filho de João Victorino dos Santos e sua mulher Maria Thereza dos Santos como padrinho e madrinha minha sobrinha Annna Vieira Lanna na pessoa de sua filha Alzira como sua procuradora na Igreja de Sao Pedro dos Ferros: Vigário Francisco Antonio e Carvalho e Silva

 

                                                                                                       pág. 89

 

                                                                                                       49

         1901 = 24 de maio padrinho de meo 2º neto Francisco filho de meo filho José e sua mulher Anna Vieira Lanna como padrinho e madrinha minha filha Maria Josepha de Lanna, na Matriz dos Bicudos= Vigário João Facundo Martins Chaves. Nascido a 10 de março do corrente.

 

         Vicente Marianno

 

         Pª pág. 91

 

 

 

 

 

                                                                                                       Pág. 90

 

                                      Veja pág 17 nº 9

         Meo affilhado Benjamim Vieira Coelho, formou-se em Medicina em Dezembro de 1900 = e cazou-se no dia 14 de fevereiro de 1901 = com sua tia Honorina Vieira Rabello.

 

         Faleceu dia 31.1.45

 

                                                                                                       Pág. 91

                            Affilhados continuação pág. 89

 

                                               Chrisma

 

                                                                                                       50

 

         Padrinho de Adolpho filho legitimo de José João Bernardo e Cecília Joana Damacena, 24 novembro de 1902.

 

                                                                                                       51

         Baptismo. Hoje 22 de abril de 1903 eu e D. Rozalina Barboza levamos a pia baptismal a Estorgidia, nascida a 18 de abril do anno passado, filha de Margarida Vi-

 

                                                                                                       Pág. 92

cencia de Jezus escrava de Jose Vieira Marques em S. J. da Prata. Vigário João Facundo Martins Chaves.

 

                                                                                                       52

         1906. Junho 11 = Eu e minha filha Maria Jozepha de Lanna, levamos a pia baptismal a Agostinho filho de Margarida. Vigário João Facundo Martins Chaves.

 

                                      Pª pág. 100

 

                                                                                                       53

         1905 = Abril 9, neste dia eu e a Snrª Humbelina Laia levamos a pia baptismal a Ambrozina

 

 

 

 

                                                                                                       pág. 93

                                               Veja pág. 45 a 48

 

                                               Chrisma

 

         24 de Novembro de 1902= Bispo D. Silvério Gomes Pimenta. Neste dia forão chrismados meos filhos= Vicente= Manoel Vieira Lanna= Maria Alves= madrinha a comadre D. Maria Felicianna de S. José= Evaristo= padrinho

 

                                                                                                       pág. 94

padrinho o compadre Manoel Vieira de Souza Coce.

 

                   1889

         Meo filho José foi chrismado pelo Rvdº José Pedro de Alcântara Benfica Scotti, nesta occasião vigário do lugar. Padrinho meo sobrinho Manoel Vieira de Souza Lanna= 3 de junho de 1889.

 

         Minha filha Maria Jozepha, chrismada pelo Bispo D. Silvério

 

 

 

                                                                                                       Pág. 95

                                      1892

Gomes Pimenta em principio de junho de 1892.

 

         Na mesma dacta pelo mesmo Bispo= Minha filha Maria Luiza = Madrinha d’aquela= sua tia D. Ricardina Vieira Mol= e desta D. Regina Gomes Rabello espoza de seu avô Joaquim Vieira de Souza Rabello.

 

         Na pág 96 continuação das págs. 45 = 48 filhos do 2º cazamento

 

                                                                                                       Pág. 96

         4º fructo As 3 horas da manha. Nasceo meo filho Luis 4ª feira de cinza 25 de fevereiro de 1903, foi baptizado na Igreja a 7 de abril do mesmo annno, pelo Vigário João Facundo Martins Chaves. Padrinhos o Sñr Francisco Vieira de Carvalho e Souza, e sua espoza D. Laura Vieira de Carvalho, aquele tio e esta prima de minha mulher. Registrado no dia do baptizado no livro 3º do registro

 

 

 

                                                                                                       pág. 97

 

                                                        Veja pág. 158 obitos

 

as folhas nove. Escrivão Manoel Fernandes Vieira.

 

         5º fructo S. D. Do Prata

         Nasceo minha filha Dorothéa as 11 horas do dia, 6 de agosto de 1904 = sabbado. Baptizada pelo vigário João Facundo Martins Chaves na Igreja dos Bicudos. Padrinhos = Jarbas Sertorio de Carvalho e minha nora Anna Vieira de Lanna, representantes do Luis. Maria Cândida (Alegre eduta Dernerval Francisco de Carvalho = Baptiza

 

                                                                                                       Pág. 98

Baptizada 5ª feira 8 de setembro. Registrada , livro 3º pág. 35. Escrivão o mesmo.

 

         6º filho. Fazenda de S. José da Prata 4ª feira 15 de novembro de 1905, neste dia a 1 hora da madrugada nasceo meo filho José, foi baptizado aqui pelo Monsenhor João Facundo Martins Chaves, vigário do lugar a 7 de maio de 1906. forão padrinhos meo filho José Marianno de Lanna, pª pág. 101

 

 

                                                                                                       pág. 99

                                               1904

         abril 21 = 2ª  feira

         S. Jose da Prata

         Pelo Rvdº Vigário João Facundo M. Chaves, foi celebrado aqui uma Missa, eu minha mulher e minhas 2 filhas confessamos e commungamos, bem assima mais 8 pessoas, vizinhas. Foi baptizado neste dia Vitaclino, filho legitimo de Joaquim Moraes Espindola e sua mulher D. Roza Furmeiro que trata de capeal, a (3ª)

 

                                                                                                       Pág. 100

                            Affilhados vindo da pág. 92 = pª pág. 104

 

                                                                                                       53

         1905 Abril 9 neste dia eu e a Sñra Humbelina, espoza do Sr. Antonio M. de Laia, levamos a pia baptismal a Ambrozina, nascida a 9 de janeiro, filha legitima de meo affilhado José Pedro dos Santos e sua mulher + Ambrozina Maria de Jezus. Na igreja matriz dos Bicudos. Sacerdote Vigário João Facundo Martins Chaves. Pª pág. 104

 

                                                                                     Veja pág 157

 

 

                                                                                                       Pág. 101

                                      Da pág. 98

 

         Madrinha minha affilhada Rita de Cássia da Purificação, procuração a minha filha Maria Luiza de Lanna. Representante meo filho Vicente. Registrado livro       pág.          .

         Houve esta demora de ser baptizado, por cauza das chuvas o Vigário não podia aqui vir, o que se realizou hoje, confessamos e commungamos = 7 pessoas.

         Pág. 159 = morte

 

                                                                                                       Pág. 102

 

                                               1907

7º filho = 13 de dezembro, neste dia as 11 ½ horas da noite, nasceo meo filho José (2º) dia 5ª feira no dia 13 de janeiro as 11 horas da noite sofrendo forte syncopeo baptizei, foi levado a Igreja matriz aonde foi baptizado debaixo de condição por Monsenhor Vigário João Facundo Martins Chaves, padrinho o compadre Tristão

 

                                                                                                       pág. 103

 

Marques de Oliveira e sua espoza comadre Izabel Maria da Paixão, foi sua procuradora minha nora Anna Vieira de Lanna, aquelles ambos moradores no município de S. Domingos do Prata, cidade no dia 4 de abril de 1908, sabbado. Representante meo affilhado Vicente de Oliveira, filho dos 2 compadres supra.

 

         Pª pág. 106

 

                                                                                                       Pág. 104

 

                   Affilhados vindos da pág. 100

         S. J. da Prata (Tatu)

                                                                                                                 54

         1906 = Junho 29, 6ª feira, neste dia eu e minha filha Maria Jozepha de Lanna, levamos a pia baptismal a Antonino filho legitimo do Sñr Manoel Augusto de Patrocínio e D. Anna Clara Martins, na Igrejinha do Tatu. Sacerdote Vigário Monsenhor João Facundo Martins

 

                                                                                                       pág. 105

chaves, vigários dos Bicudos.

 

                                                                                                                 55

         affilhados minha neta Maria da Conceição, pág. 145.

 

                                                                                                                 56

         Eu e minha mulher levamos a pia baptismal a minha neta pág. 162 30 de junho de 1911 na capellinha do Tatu. Sacerdote Cônego Benfica Scotti.

 

 

                                                                                                       Pág. 106

                            Vindo da pág. 103

         8º filho do 2º matrimonio = As 12 horas e 40 minutos para amanhecer o dia 14 de setembro de 1909, 3ª feira, nasceo meo filho Abel no dia 24 de outubro do mesmo anno (domingo) foi baptizado pelo Padre auxiliar Antonio Gabriel de Carvalho (moço de 26 annos) na capelinha aqui do Tatu, sendo vigário actual o Cone-

 

                                                                                                       pág. 107

go José Pedro Alcântara Benfica Scotti. Padrinhos meo genro Luis Maria Marques Sobrinho e minha prima Senhorita Maria Vieira Barboza. Representante minha filha Maria Alves de Lanna, págs. 46 e 47.

 

         9º filho. 24 de janeiro de 1911, 3ª feira as 7 horas da manha nasceo meo filho Manasse, muita felicidade.

 

                                                                                                       Pág. 108

 

                                               1911

                            S. José da Prata, Tatu

         E no dia 7 de fevereiro por estar soffrendo, foi baptizado em caza por meu genro José Marianno Gomes Lanna e pela prima Senhorita Annna Vieira Barboza, que convidamos para padrinhos. No dia 30 de junho do anno supra os padrinhos o levarão para receber os santos óleos sacerdote Cônego Scotti na capellinha aqui do Tatu, ou S. Sebastião de Jurumirim.

 

                                                                                                       Pág. 109

         10º fructo. 1912 outubro 31, 5ª feira a 1 hora da madrugada nasceo minha filha Rita. Foi baptizada no dia 26 de dezembro do mesmo anno, na capella do Tatu pelo Padre auxiliar Antonio Ribeiro Pinto. Sendo vigário o Cônego Benfica Scotti padrinhos o compadre Luis Honortao Soares e minha cunhada Senhorita Violeta Jozepha Teixeira. Representante minha filha Dorothéa.

         Para pág. 166

 

                                                                                                       Pág. 110

                            Registros

         José Sergio da Costa Lanna, nascido pág. 102 neste livro registrado as folhas 173.

 

         Abel Marianno da Costa Lanna, nascido pág. 106 neste livro registrado as folhas 173 verso.

 

         Manasse Marianno Costa Lanna, nascido pág. 107 neste livro, registrado as folhas 173 verso.

 

         Rita Lucila de Lanna, nascida pág. 109 neste livro, registrada

 

 

                                                                                                       Pág. 111

as folhas 174 na Villa Rio casca, escrivão Manoel Fernandes Vieira.

 

         1913 – pág. 48

         Março 21 sexta feira (colagem de jornal)

         Da paixão de Nosso Senhor Jesus Christo as 3 horas da madrugada victima de febre permiioza

 

                                                                                                       Pág. 112

         Só durou tres dias doente faleceo o meo chorado e jamais esquecido filho Evaristo, na edade de 11 annos 7 mezes e 5 dias. Chorado e não esquecido porque era muito amorozo e cuidadozo nas suas obrigações. Meo Deus e Senhor Jesus Christo, quanta falta tem me feito, porem seja feita a vossa Divina Vontade, de joelhos no chão vos suplico pela alma delle, o que

 

 

 

 

                                                                                                       Pág. 113

Faço pela intercessão de Nossa SS. E Virgem Mãe, e também nossa mãe dada por nos pendente da Cruz, no maior auge de dor. Enchugai as nossas lagrimas e compadecei-nos delle e seus tres e pobres Paes.

         Momento nobis.

 

         20 de abril de 1913

         Manasse= Junho 15= 1913, domingo as

 

                                                                                                       Pág. 114

3 horas e meia da tarde passou para a eterna mansão, o meo filho Manasse, nascido a 24 de janeiro de 1911= Victima de febre que passou a bronchitte pulmonar= orai por teus pobres pais e irmãos junto o throno da Virgem Mãe de N. S. Jezes Christo.

         Por estar doente não recebeu o santo chrisma no dia 13.

 

 

                                                                                                       Pág. 115

         Chrisma aqui na comunidade do Tatu a 13 de junho de 1913, por D. Modesto Vieira bispo de Caratinga (não aceita) neste dia receberão o Santo Chrisma = Minha filha Dorothea = madrinha minha filha Maria Josepha de Lanna Marques= Meo filho José Luzia = padrinho o Sr. José Vieira de Oliveira (vulgo Juca Marques) pª pág. 164.

 

                                                                                                       Pág. 116

         Minha mulher Jozefa Honorina Vieira de Lana nasceo em maio de 1857 (9). Padrinhos o Sr. José Vieira de Souza e minha irmã Josefa Maria Alves. De chrisma sua irmã Joaquina.

 

         Meos padrinhos de baptismo o Exmº Bispo Antonio Ferreira Voçozo, meo primo Antonio, representou-me e serviu de padrinhos de crisma, que teve lugar na igreja do Arraial de S. Cruz.

                                                                  Veja pág. 121

 

                                                                                              Pág. 117

Eu Vicente Marianno da Costa Lanna nasci no dia 27 de agosto de 1846, estudei 23 mezes latim no Seminário de Marianna, já tendo estudado hum pouco na Ponte Nova e Bicudos. Na serra do Carraça 18 mezes estudei hum pouco de Geometria, Arithmetica, Álgebra, Francês e Philosophia. Sahi da Serra do Carraça no dia 30 de junho de 1871.

Fazenda da Chácara 12 de novembro de 1871.

 

                                                                                                       Pág. 118

         No dia 5 de novembro de 1871, tratei cazamento com minha sobrinha Jozefa filha de Joaquim Vieira de Souza Rabello com minha manna Maria Luiza. Casei-me no dia Sabbado 29 de junho de 1872 servindo de testemunhas meo Irmão Venâncio Mariano da Costa Lanna, e minha cunhada D. Annna Vieira de Souza. Sacerdote Vigário Candido Symphronio de Castro e Silva, na Fazenda do Óculo, freguezia de Bicudos. (pág. 121) Chácara 27 de julho de 1872.

         Vicente Mariano da Costa Lana

 

                                                                                                       Pág. 119

         No dia 24 de Agosto de 1872 as 7 horas e 10 minutos (da manha) aparser-me (na Fazenda do Sr. Custodio Almeida) do meo sobrinho Manoel Luis Vieira Souza Rabello, que foi para a corte estudar já foi com os preparatórios pagos todos. Em fins de agosto de 1873, foi para o Rio de Janeiro com intenção de seguir a carreira de Mathematicas, meo sobrinho Joze Marianno Duarte Lanna. O mesmo intento tem meo sobrinho Manoel Luis Deus que os proteja com sua divina e infinita misericórdia.

 

                                                                                                       Pág. 120

         Tendo o dito J.M.D.L estudado 1 anno moral para se ordenar

         Estes dous atlhetas, constantes na arma, vencerão e receberão o grau de médicos no dia 29 de dezembro de 1880, e forao recebidos por nossa família e pelo povo com grande festejo, este no dia 12 de janeiro de 1881, agente no dia 15 do mesmo mez e anno. Manoel Luis Vieira de Souza Rabello, assigna-se Manoel Vieira de Souza.

 

                                                                                                       Pág. 121

         Fazenda do Óculo (nos Bicudos). Aos 22 de janeiro de 1874 5ª feira, 5 horas da tarde, nasceo minha primeira filha, Maria foi baptizada pelo Rvdº Vigário Joaquim Pires de Abreu, forão apdrinhos meo sogro Joaquim Vieira Rabello e minha irmã Jozepha Marianna Alves Xavier. Baptizada aos 11 de fevereiro do mesmo, dia quarta feira.

 

         Sitio no dia 4 de agosto de 1875 (ª feira 1 hora da madrugada) nasceo meo filho , Joze foi baptizado pelo Vigário Candido Symphronio de (veja pág. 140)

 

                                                                                                       Pág. 122

Castro e Silva, forão padrinhos meo irmão Venâncio Marianno da Costa Laña, e minha cunhada Maria Luiza do Carmo, a 22 do mesmo mez, dia domingo. Sitio hera supra.

         Sitio no dia 17 de junho de 1877, nasceo meo filho Francisco e faleceo no dia 19 do mesmo mez e annnno, 3ª feira. Foi Deos servido.

 

                                      Fazenda do Sitio

         No dia 12 de junho de 1878, nasceo minha filha Francisca, dia 4ª feira, 10 ½ horas

 

                                                                                                       Pág. 123

do dia foi baptizada no dia 30 do mesmo, domingo, pelo Rvdº Vigário Jose Manoel Teixeira (Portuguez), forão padrinhos, meo irmão Joze Marianno da Costa Mol, e minha cunhada Joaquina Laurinda Vieira. Esta foi nascida e baptizada no Arraial dos Bicudos.

         Nota, padrinhos de reprezentar, da 1ª Marianna escrava de minha irmã Jozepha; do 2º Geraldino Hermógenes Vieira da 4ª minha sobrinha Maria Luiza Vieira (Micota).

 

                                                                                                       Pág. 124

         No dia 6 de março de 1879 5ª feira pelas 7 horas da manha foi minha filha Francisca para morada dos felizes. Victima da Encephalite.

 

         No dia 17 de Novembro 2ª feira de 1879, duas horas da manha, nasceo minha filha Sebastianna, foi baptizada pelo Rvdº Vigário Cônego Joze Pedro de Alcântara Benfica Scotti, no dia domingo 15 de fevereiro de 1880. forão padrinhos meo sobrinho Antonio Marianno da Costa Mol, e sua mulher Ricar

 

                                                                                                       Pág. 125

Dina Vieira de Souza. Representante Joze Pereira Chaves. Na matriz de N. S. Conceição do Casca. Nascida e baptizada no arraial dos Bicudos.

         No dia 26 de novembro de 1880, nasceo meo filho Nicanor, recebendo a baptismo em caza, foi para morada dos felizes, no dia 11 de dezembro do mesmo annno.

 

         No dia 10 de fevereiro de 1881, 5ª feira 4 horas da tarde, foi minha filha Sebastianna para morada dos felizes, victina de Encephalite.

 

                                                                                                       Pág. 126

                                      1881-82

         aos vinte e seis (26) de dezembro de 1881, nasceo meu filho Alonso (2ª feira 10 horas da noite) e foi baptizado na matriz de N. S. da Conceição do Casca, no dia 6 de fevereiro de 1882, pelo Cônego Jose Pedro de Alcântara Benfica Scotti, vigário do lugar, e forao padrinhos meo cunhado o Dr. Manoel Vieira de Souza e D. Regina Ollina Gomes Vieira, e repre

 

                                                                                                       pág. 127

zentante meo sobrinho Joze Marianno Vieira de Lanna.

 

         A pág. 121

         A 6 de maio de 1883, domingo falleceo de febre minha filha Maria.

 

         Aos vinte e quatro (24) de setembro de 1883 (2ª feira) nasceo minha filha Maria Luiza (11 horas do dia) foi baptizada no dia 18 de dezembro do mesmo, pelo Cônego José Pedro de Alcântara Benfica Scotti, vigário do lugar. Forão padrinhos meo cunhado Jose Januário

 

                                                                                                       Pág. 128

Vieira de Souza Rabello, e minha comadre D. Maria Carlota de Oliveira Solleiro, representou meo filho José Marianno Alves de Laña, na Matriz N. S. da Conceição do Casca, (Bicudos)

 

         No dia 15 de abril de 1884 (3ª feira) no arraial dos Bicudos, foi victima de bronchite capilar o meo robusto filho Alonso.

 

         No dia 4 de dezembro de 1884 (5ª feira) foi victima de Encephalite, minha filha Maria Luiza.

 

                                                                                                       Pág. 129

         Deus omnipotente, sette filhos meos recebem gloriozamente vossa graça.

 

         Anjo! Suspende a tua mão por alguns annnos sobre nós.

         No dia vinte e nove 29 de dezembro de 1884, nasceo minha filha Maria Alves (pág. 139) (2ª feira). Foi baptizada na matriz N. S. da Conceição do Casca, no dia 18 de fevereiro de 1885 (4ª feira cinza) pelo Cônego vigário do lugar, Jose Pedro de Alcântara Ben (riscado)

 

                                                                                                       Pág. 130

fica Scotti. Forão padrinhos = Manoel Gonçalves Solleiro, Hespanhol, e minha cunhada Ricardina Vieira de Souza, na pessoa de minha concunhada Ambrozina Vieira de Souza. (digo) pelo padre Candido Symphronio de Castro e Silva. Representante Marianna escrava de minha irmã Jozepha.

 

         Aos 2 de maio de 1886 nasceo minha filha

 

                                                                                                       Pág. 131

Maria Luiza (domingo, 11 horas da noite), foi baptizada na matriz de S. Pedro dos Ferros, pelo vigário Francisco Antonio de Carvalho e Silva, domingo 27 de junho. Padrinhos meo cunhado Francisco Vieira de Souza Sobrinho, e Dr. Joze Cupertino Teixeira Fontes= Como procurador de FVSzSobrinho, Manoel Gonçalves Solleiro. Representante Maria Thomazia. (Tia Sá Zica mãe de Ita)

 

                                                                                                       Pág. 132

         11º filho. Aos 21 de novembro de 1887 nasceo meo filho Vicente, 2ª feira a huma hora depois do meio dia. Forao padrinhos meo irmão Ignácio Marianno da Costa Lanna, e minha concunhada D. Francisca Florência M.G. Vieira, representante meo filho Joze, baptizado aos 22 de dezembro do mesmo anno, pelo vigário do lugar, o Cônego Joze Pedro Alcântara Ben

 

                                                                                                       pág. 133

fica Scotti, nesta fazendo do sitio = Victima de sarampo no dia 29 de julho de 1889.

 

         12º filho

         aos 28 de outubro de 1889, 2ª feira 3 horas da manha, nasceo meo filho Leandro. Baptizado no dia 1º de janeiro de 1890, 4ª feira pelo vigário Cônego Joze Pedro de Alvcantara Benfica Scotti, na igreja matriz. Padrinhos= Miguel

 

                                                                                                       pág. 134

Antonio da Silva (pág. 169), e minha sobrinha Annna Luiza do Carmo, (mulher de Manoel Vieira de Souza Lanna), representante Maria Thomazia dos Santos. Esta faleceo em agosto de 1890, e meo filho Leandro a 15 de novembro de 1890 e minha chorada espoza a 22 de dezembro de 1890, Deus a levou para si. Compa

 

                                                                                                       Pág. 135

decei vós de nós ó Deus de infinita mizericordia, Deus de piedade, Deus de indulgência, dizei ao Anjo que nôs faze = suspenda a tua mão.

 

         Fiat volustas tuas

         Sicut in colis et

         In terra

 

                                      Anotações de Manassé Pereira Lana

                                      Meu avô ficou viúvo de 22.12.1890 a 25.9.1897

                                      Veja 2º casamento à pág. 41

 

                                                                                                       Pág. 136

         Amor de meos filhos = Thereza escrava de meo cunhado Joze Januário, e Maria, pág. 121. Seo collaço Egyoio ou Illydio.

         Beatriz minha escrava = de Franciscapag. 122 sua collaca Jovita

         A mesma= a Sebastianna pág. 124

 

                                                                                                       Pág. 137

         Maria Thomazia dos Santos, moradora em S Bento= de Allonso pág. 126, seo collaço Joze Pedro dos Santos, meo affilhado de crisma e atutelado por pedido de sua mãe como consta da declaração no cartório de Escrivão de Orphãos Col. José Soares da Silva.

 

         Mª Thomazia dos Santos depois de criar Allonso passou a criar minha filha Maria pág. 127

 

                                                                                                       Pág. 138

         Symplicia escravado Sr. Joaquim Pedro Milagre = de Maria Alves (hoje Maria Jozepha) pág. 129

 

         A mesma Beatrizz = de Maria Luiza pág. 130 a 131=

         Os 2 ultimos não tiveram amas.

 

                                                                                                       Pág. 139

                            (pág. 129)

         depois que faleceo minha espoza pus o nome della como sobrenome em minha filha Maria Alves agora assigna-se Maria Jozepha (Tia Sinhá, mãe da Zazinha, Manasse, Mario, Luizinho, etc)

 

                                                                                                       pág. 140

                   veja pág. 121

         1898 agosto 6 neste dia, cazou-se meo filho Joze com Annna Vieira de Lanna, filha legitima de Francisco de Paula Vieira e minha sobrinha Idalina Cassianna de Lanna Vieira. Sacerdote, o vigário João Facundo Martins Chaves, testemunhas, delle seo Padrinho Joze Marianno Costa Mol, e della seo tio Dr. Joze Mariannno Duarte Lanna. (Casamento de Juca Mariano, pai do Cid).

 

 

                                                                                                       Pág. 141

                                                                                   

         4 de maio de 1899, nasceo hoje as 5 horas da manha, 5ª feira o meo primeiro neto, filho de meo filho Joze e sua mulher Anna. Baptizado com o nome de Joze, padrinhos= seos avôs materno. (pág. 140)

 

         2º filho do supra, março 10 – 1901. Nasceo meo 2º neto, Francisco, baptizado a 24 de maio. (veja pág. 89) (Francisco, filho de Juca Mariano)

 

         3ª filha do supra, nasceo aqui nesta fazenda de S. Bartholomeo, a minha neta Jozepha

 

                                                                                                       pág. 142

baptizada na igreja matriz pelo vigário João Facundo Martins Chaves. Padrinhos Dr. Joze Mariannno Duarte Lanna na pessoa de seo irmão Manoel M. Duarte Lanna, e minha espoza Maria Joze de Souza Lanna, a 18 de setembro de 1902. nascida a 10 de agosto.

 

         4º neto filha do supra, nasceo minha neta Maria a 16 de amio de 1904. baptizada pelo vigário João Facundo M. Chaves. Padrinhos

                                                                 

                                                                                                       pág. 143

                                      veja pág. 158

seo tio materno Antonio Vieira Lanna e D. Annna da Gloria Vieira Torres.

 

         5º neto filho do supra, 30 de abril de 1907, nasceo meo neto Vicente, e passou para a morada dos anjos no dia 3 de maio do mesmo annno.

 

         6º neto filho do supra, a 28 de abril de 1908, nasceo minha neta Maria 2ª baptizada pelo vigário Monsenhor João FM. Chaves, padrinhos Joze Vieira Brandão e sua filha senhorita Alice Vieira Brandão

         pág. 173 = óbito

 

                                                                                                       pág. 144

                   Mª Jozepha

         7º neto

         sexta feira 26 de abril 1909, as 9 horas da noite nasceo minha neta Maria* (Zazinha?) filha de Mª Jozepha seo espozo Luis Maria Marques Sobrinho, na seguinte noite estando em perigo de vida foi baptizada por meo genro Joze Mariano Gomes Lanna, este e sua mulher ficarão sendo padrinhos. Foi levada pelos mesmos a pia baptismal aqui no Tatu a 10 de abril de 1910 sacerdote auxiliar

 

                                                                                                       pág. 145

Padre Antonio Gabriel de Carvalho. sendo vigário dos Bicudos o Cônego Scotti. Representantes meo filho Evaristo.

 

         8º neto. 1910 maio 14 sabbado, as 6 horas da manha nasceo minha neta Maria da Conceição, filha de minha filha Maria Luiza de Lanna, seo espozo Joze Marianno Gomes Lanna, no dia 16 do mesmo estando em perigo de vida a baptizou, segurando nella minha filha Maria Jozepha, eu e

 

                                                                                                        pág. 146

esta a levamos para receber os santos óleos no dia 26 de junho. Sacerdote Cônego Scotti actual vigário. Representante minha filha Maria Alves de Lanna.

 

         No dia 15 de fevereiro 1911 a 1hora e quarto da madrugada, mudou-se para para mansão celeste, victima de febre, só dourou 4 dias doente. Pª pág. 162

 

                                                                                                       Pág. 147

                                               Óbitos

         Fallecerão: minha mãe (Maria Alves Xavier) no dia 31 de maio de 1857, 11 horas da noite. Meo Pai (Joze Marianno da Costa Lanna) no dia 24 de junho de 1853 ao meio dia: minha irmã Maria Luiza do Carmo no dia 2 de dezembro de 1862: meo irmão Luis Marianno da Costa Lanna no dia 16 de abril de 1874, as 4 horas da manha, 5 ª feira deixando os seos 11 escravos libertos, 2 alqueires de terra a cada um alem disto 400$ para um por nome Miguel pardo, 100$ para outro por nome Lian

 

                                                                                                       Pág. 148

                            Pág. 202

dro, 500$ a 5 affilhados pobres, 500$ para educação de meo sobrinho Antonio filho de meo irmão Manoel, 300$ a Igreja da Barra Longa, 100$ a Capella do Carmo na Fazenda da Piranga.

 

         O meu amigo Joze Rabello Teixeira primo foi victimado febre amarella, em 1873 estando no Rio de Janeiro estudando preparatórios.

 

         Falleceo meu irmão Jose Mariano da Costa Mol no dia 23 de junho de 1885.

 

         Falleceo meu primo Manoel Marianno da Costa Lanna no dia 10 de setem

 

                                                                                                       Pág. 149

bro de 1877.

         Falleceo minha irmã Jozepha Maria Alves Xavierem 6 de junho de 1890.

 

         25 de agosto falleceo o meo compadre e amigo, espozo de minha sobrinha Antonia Cassianna de Lanna e Souza= Miguel Antonio da Silva 25 de agosto de 1890, deixando 13 filhos e até esta dacta não falleceo nenhum.

 

                                                                                                       Pág. 150

                                      1890

         falleceo a minha jamais esquecida espoza Jozepha Honorina Vieira de Lanna aqui nesta fazenda do sitio a 22 de dezembro de 1890, 2ª feira as 4 horas da madrugada, victima de tubercoloza conseqüente de influenza de que adoeceo em agosto do mesmo anno.

         Baldados forao os esforços dos tres cons. Médicos= Seo Ir. Dr.

 

                                                                                                       Pág. 151

Manoel Vieira de Souza, Dr. Joze Cupertino Teixeira Fontes e Dr. Joze Mariannoo Duarte Lanna. Deixou tristissimo e acabrunhadissimo com tão pungente dor, eu o teo espozo, com 2 filhas mª Jozepha e Mª Luiza 6 annos, 4 annnos e 7 mezes, estando no Seminário meo filho Joze (__ Nota: mãe de Juca Mariano, Tia Zzica e Tia Sinhá)

 

                                                                                                       Pág. 152

         15 de junho, falleceo meo sobrinho Antonio Marianno da Costa Mol, 41 annos de idade, deixando 3 filhos, foi victima de thraumatismo que passou a paralezia. Deixou sua espoza grávida, deo a luz huma menina que recebeu o nome de Anna. (veja pág. 154)

 

                                                                                                       pág. 153

                                      1898

         3 de março falleceo meo ex-sogro Joaquim Vieira de Souza Rabello, deixando 18 filhos herdeiros= isto é 8 do 1º matrimonio e 10 do 2º.

 

                                      Veja pág. 73 nº 15

 

         No dia 14= 4 horas da tarde domingo, julho de 1901, falleceo meo irmão Venâncio na idade 61 annos 4 mezes e 14 dias. Ainda bem robusto.

 

                                                                                                       Pág. 154

Victima de Sirroze no fígado, deixou viúva D. Antonia Alves das neves com 6 filhos e 1 filha, todos já maiores, 3 deste já cazados e 1 viuvo.

 

         14 de junho de 1902 as 2 horas da madrugada (sabbado) falleceo minha cunhada (irmã de minha mulher) D. Antonia Vieira Mol, mulher de meo sobrinho 2º Joze Marianno da Costa Mol, victima

 

                                                                                                       pág. 155

eclampcia, deixando tres filhinhos, sendo a ultima nascida a 5 do corrente. Foi sepultada na mesma sepultura do seo sogro Antonio Marianno da Costa Mol, pág. 152

 

                            veja pág. 71 nº 13

         1903  abril 28 = neste dia faleceo meo primo João Marianno. Vicitma de hydropegia. Idade 66 annos. Recebeo os sacramentos. Requiescat m pace

 

                                                                                                       pág. 156

                            veja pág. 69 nº 10

         Faleceo meu irmão e padrinho Joaquim Marianno a 17 de dezembro de 1904 sabbado, na idade de 73 annos 3 mezes. Recebeo o sacramento da penitencia e extremunção. Sepultado no cemiteriu da fazenda da Piranga aonde nascemos.

 

                                                                                                       Pág. 157

         Faleceo no dia 20 de abril de 1905, minha recente comadre Ambrozina (pág. 100+) incomodo dos pulmões em caza do falecido Altivo Dias Mendes, onde está morando sua irmã Humbrelina, foi sepultada no cemitério dos Bicudos.

 

         1906 outubro faleceo Agostinho pág. 92.

 

                                                                                                       Pág. 158

                                      Óbito

                                               S. Joze da Prata – Tatu

         Pág. 96

         Vuou para a eterna morada meo filho Luis pág. 96 = as 6 horas da tarde do dia 4ª feira 20 de dezembro de 1905 victima de pneumonia. Seo medico Dr Benjamim Vieira Coelho.

 

         Vuou para a feliz morada minha neta Maria pág. 142 a 17 de fevereiro de 1905.

 

         Meo neto e affilhado Francisco pág. 141 a 20

 

                                                                                                       Pág. 159

de janeiro de 1906.

 

         Vouou para eterna morada meo neto Vicente, so viveu 3 dias. Abril 1907

 

         S. Jose da Prata – Tatu

         Vuou para eterna morada meo filho Jose = pág. 98 a 101 = Victima de febre alguda, so durou doente oito dias = 23 de julho de 1907. Medico Dr. Benjamim Vieira Coelho. Este e o seo primo Luis paz retro fazem juntos no cemitério do lugar. Pª pág. 168

 

                                                                                                       Pág. 160

                                      1909

                                      Cazamentos

 

         25 de janeiro as 9 ½ horas d’amanha, antes da Missa aqui, cazarão-se minhas filhas = Maria Jozepha de Lanna com Luis Maria Marques Sobrinho, filho de meo compadre Aprígio Vieira Marques, ella com 24 annnos e 1 mez de idade, e elle com 35 annos, testemunhas d’ella o compadre Aprígio V. M., e delle seo irmão José Vieira de Oliveira (____ Tia Sinhá mãe de Zazinha, Manasses, etc)

 

                                                                                                       pág. 161

                                      1909

         Maria Luiza de Lanna com meo sobrinho José Marianno Gomes de Lanna filho de meo irmão Ignácio, ella na idade de 22 annos, e elle com 30 annos, testemunhas, della seo irmão Joze Marianno de Lanna e delle meo sobrinho Affonso (Lanna) Mariano Duarte Lanna. Fizerão os contratos civis no arraial dos Bicudos no dia 10 de fevereiro do mesmo ano. (______ Tia Sa Zica com o tio Juca – pais da Ita)

 

 

                                                                                                       Pág. 162

                            Vindo da pág. 146

         9º neto. No dia 2 de março de 1911, nasceo minha neta Jozepha, filha de minha filha Mª Jozepha de Lanna Marques, seo espozo Luis Mª Marues Sobrinho. Baptizada a 30 de junho de 1911. cônego Benfica Scotti. Padrinhos pág. 105

 

         10º neto. No dia 22 de junho de 1911 nasceo meo neto José Paulino, filho de minha filha Maria Luiza de Lanna e seo espozo Joze Marianno Gomes

 

                                                                                                       pág. 163

Lanna, baptizado pelo Cônego Benfica Scotti no dia 30 de junho, padrinhos meo genro Luis Mª Marques Sobrinho e sua mulher Mª Jose de Lanna.

 

         11º neto. No dia 4 de setembro de 1911, nasceo minha neta Ignes, filha de meo filho Jose M. de Lanna, e sua mulher Anna Vieira Lanna, em Pirapitinga de Stª Helena Manhuassu (______ filha de Juca Mariano e Ana Vieira Lana (Anita))

 

                                                                  pª pág. 165

         12º neto. No dia 27 de agosto de 1911, nasceo meo neto Mario, filho de minha filha Mª Jozepha (_____Nota: irmão da Zazinha)

 

                                                                                                       pág. 164

 

                                      Chrisma, vindo da pág. 115

 

         Meo filho Abel, padrinho meo sobrinho neto, Domingos de Souza Cunha. Minha filha Rita Lucilla, madrinha, minha filha Maria Alves de Lanna. Deixando de ser chrismado meo filho Manasse por estar mal = que no dia 15 vuou para morada dos felizes junho de 1913

 

                                                                                                       Pág. 165

                                      Da pág. 163

de Lanna Marques, e seo espozo Luis Mª Marques Sobrinho, batizodo pelo Pe. Auxiliar Antonio Pinto. Padrinhos seos avos paternos Aprígio Vieira Marques e sua espoza D. Rita Leopoldina de Oliveira por procuração, no dia 27 de dezembro do mesmo anno.

 

 

 

                                                                                                       Pág. 166

                                      Da pág. 109

 

         Evaristo 2º

         Undécimo fructo do meo 2º matrimonio.

         No dia sexta a 2 horas da tarde 18 de setembro de 1914 nasceo meu filho Evaristo (2º). Foi baptizado aqui no Tatu em caza do Sr. Benjamim Appolinario. Padre Pereira no dia 26 de outubro do mesmo anno. Padrinhos meo filho Vicente Marianno de Lanna e D. Maria da Concei

 

                                                                                                       Pág. 167

ção Vieira, espoza do meo parente Joze Vieira de Oliveira, representante meo filho Joze Luzia da Costa Lanna. Ponte Nova, moço resgitrado. Pág. 166

         Evaristo Mariano Lana – faleceu no dia 221 outubro de 1952 em Sao Pedro dos Ferros.

         Abel Mariano Lana pg 106

         Faleceu no dia 24 março de 1963 em Jurumirim.

         Jose Luzia de Lana – pág. 102

         Faleceu no 4 agosto 196?

 

                                                                                                       Pág. 168

                            Da pág. 159 – Óbitos

         No dia 2 de novembro de 1914, na sua fazenda de Vicente faleceu meu único irmão Ignácio (sobrevivente) pág. 74 nº 16, na idade de 71 annos e 9 mezes menos 7 dias, victima de conseqüência de pneumonia que sofreu ha uns 5 annos antes, estando ha quaze 4 annos sem quaze nada poder fazer. Soffreu bem, deus que o recompense. Foi cazado 2 vezes do 1º matrimonio nao teve filhos = do 2º com D.

 

                                                                                                       Pág. 169

Maria Messias de Almeida Gomes, deixou 2 filhos homens, e 7 filhas = destas 2 menores de 21 annnos. Nome dos seos= Joze já cazado, Julia, Maria e Áurea cazadas= Ignácio estudando Medicina, Dulce, Francisca, Maria Jose e Alcina solteiras. Por morte de meo pai meo irmão Luis e eu ficamos sendo seus tutelados, e em sociedade na fazenda da Chácara, o considerava como 2º pai, por isto enquanto Deus me (vire)

 

                                                                                                       Pág. 170

der vida não me esquecerei de orar pela alma delle, morreo como um bom christão. Descance na paz do Senhor Deus de infinita misericórdia. O ceo cadáver faz no cemitério do Carmo na fazenda da Piranga aonde nascemos. Este cemitério foi feito depressa por elle suponho que 1867 pois era cercado por madeira, cuja capella aonde muitos de nos recebemos o santo

 

                                                                                                       pág. 171

baptismo já não existia. Eu Vicente o único existente dos 19 irmaos pág. 62. peço a minha família para escrever a minha morte aqui em seguida – De conformidade com o pedido coube a mim, seu filho mais velho, exarar neste memorandum, a sua vontade. A vinte e sete de maio de 1915, na fazenda de S. Jose da Prata, no districto da Villa Rio Casca, onde viveu 43 annos, constituindo uma prole de 23 filhos

 

                                                                                                       pág. 172

sendo 12 do 1º matrimonio e onze do segundo, entregou a sua alma ao criador rodeado de seus filhos – Jose M. de Lanna, Maria Jozepha de Lanna o genro Luis Maria Marques Sobrinho e nora Annna Vieira de Lanna e os segundo matrimonio, Vicente e Maria, Dorothea, Jose, Rita e o inocente Evaristo na idade de 68 annos e 9 mezes juntos. Recebeu os sacramentos Sa penitencia e extremunçao e seu corpo jaz no cemitério do Jurumirim. Descanso eterno a sua alma, escripto por seu filho mais velho J. M. Lanna (continua pág. 173)

 

                                                                                                       pág. 173

                                               1915

         Janeiro 1º hoje as 5 horas da tarde voou para a mansão celeste minha neta Maria pág. 147 no fim, victima de meningitte.

 

                                      Continuação pág. 172

         Morreu as 10 ½ horas da noite, victimado pelo meommado da medala, paralizando-lhe em brevíssimos dias os órgãos orinarios e os mebros.

         Também assitiram o seu ultimo susprio as suas netas – Jozepha Lanna, Maria Marques, Jozepha Marques e Ignez Lanna.

 

 

                                                                                     Pág. 174 à 201

 

         Em branco

 

                                                                                                       Pág. 202

                                      Idade minha de menor

                                      Pág. 147 / 1874

         Os onse  escarvos libertos, Francisco de Nação (idade 60 annos) CAZADO COM Lina criola parda (idade 30 annos) Liandro de Naçao (idade 35 annos) cazado com Bernardina preta, criola (idade 25 annos); Tristão filho destes, preto idade 9 annos. Luciano de Nação, preto (idade 35 annos, solteiro: Appolinario lrzileiro, mulato, idade 32 annos, solteiro: Gonsallo, preto, criolo (idade 23 annos) solteiro, Miguel mulato, brazileiro (idade 20 annos) solteiro. Antº Padim meio

 

                                                                                                       Pág. 203

 fubá (idade 18 annos) solteiro, brasileiro: Carolina, preta, criola (idade 22 annos), solteira.

 

                                                                                                       Pág. 204

 

         EM BRANCO    

 

                                                                                                       Pág. 205

                            1891 Fevereiro, 5

 

                            O Alazão

 

         Não posso deixar no obrido este importante cavallo. Em 1872 qdo cazei-me, já ha um annoa ntes, minha mulher andava neste cavallo, estando de segunda muda. Sempre bom sempre manso, nunca ella pôde acostumar andar em outro animal, porque

 

                                                                                                       Pág. 206

era impossível encontrar outro com taes predicados. Só Deos conceder-me vida e saúde, sobre este cavallo, pretendo mandar enterrar no pasto, para que não fiquem os ossos dispersos. Signal de reconhecimento. Morreo no dia 9 de junho de 1893. não pude mandar enterrar opor falta de gente.

 

                                                                                                       Pág. 207

 

                                      Índice

         Sociedade de Luis Marianno                pág. 3

         Dinheiro para Joaquim Vieira                pág. 7-9

         Fazenda do Sitio                                              pág. 8

         Tutella de Raymundo                             pág. 13

         Affilhados= 15 até 28                             pág. 49-50/87-91

         Tutella de Joze Pedro                                      pág. 35

         Fazenda S. Bartholomeo                       pág. 37

         Cazamento de Rita                                 pág. 40

         2º cazamento meo e 1º fructo               pág. 41-45

         Sitio do Bananal                                               pág. 55

         Jozepha M. Vieira                                   pág. 116

         Vicente M. C. Lanna                               pág. 117

         1º cazamento seos frutctos                   pág. 118-121

         Drs. Manoel Vieira e Joze M. D. Lana  pág. 119

         Amas de Leite                                         pág. 136

 

                                                                                                       Pág. 208

         Óbitos                                                       pág. 111-113-147

         Cazamento de meo filho Joze               pág. 140

         Nascimento de meo pai, seo cazamento

         e filhos                                                     pág. 61 a 76

         Meos netos (nascimentoss)                            pág. 141

         Meos filhos do 2º matrimonio Vicente

         Maria e Evaristo                                      pág. 45 a 48

         Luis, Dorothea e José 1º                       pág. 96 a 98

         Joze Luiza                                               pág. 102

         Abel, Manasse e Rita                             pág. 106 a 109

         Evaristo 2º                                               pág. 166